Anúncios Google



Últimas Notícias

Prefeito de Maringá descarta reajuste da tarifa do transporte coletivo sem contrapartida de melhorias


O prefeito Ulisses Maia descarta conceder o reajuste da tarifa do transporte coletivo, previsto para entrar em vigor dia 1º de junho, sem a contrapartida de melhorias no serviço prestado pela empresa concessionária. Reitera assim posição manifestada ao diretor da TCCC, Roberto Jacomelli, em reunião realizada na prefeitura dia 27 de abril, quando foi taxativo: 'não dá pra continuar assim', referindo-se a aspectos precários da prestação de serviço.

Em documento entregue a TCCC por ocasião da reunião, a prefeitura pontuou  medidas que a empresa deveria adotar até 31 de maio ou estabelecer prazos para o cumprimento das exigências: instalação de câmeras de monitoramento, ar condicionado e wi fi em toda a frota; criação de novos pontos de venda de crédito e recarga de cartões e opção de pagamento da passagem por outros meios além de dinheiro e ações para evitar superlotação no horário de pico.


Ulisses Maia insiste na apresentação de medidas concretas para melhoria do transporte coletivo para autorizar o reajuste da tarifa e insiste na solução de problema como superlotação e longo tempo de espera nos pontos. “Quem usa o transporte sabe que o serviço é ineficiente, poucas linhas, poucos ônibus, sem conforto algum. Primeiro a empresa tem que investir em melhorias para depois chegarmos a um entendimento sobre o reajuste”, afirma o prefeito.

Nenhum comentário