Anúncios Google



Últimas Notícias

Flim se redesenha para conectar literatura com outras artes


A 4ª Festa Literária Internacional de Maringá (Flim) se redesenha a partir da próxima edição, prevista para ser realizada de 26 a 29 de outubro, para se tornar um evento mais interativo. A programação ainda não está fechada, mas vai se concentrar numa imensa área coberta que será instalada no Centro de Convivência Renato Celidônio (praça da prefeitura).

“O formato da feira será menos engessado num figurino em que o visitante apenas observa, sem participar das atividades”, explica o diretor cultural da Secretaria de Cultura, Mateus Moscheta, adiantando que pelo palco do evento, um grande pavilhão, desfilará não apenas livros, mas uma reforçada programação de performances culturais.

A inspiração para a multiplicidade está na intertextualidade do texto literário, que se conecta com diversas outras manifestações artísticas, como música, teatro, cinema e artes visuais. “Queremos promover um diálogo com o visitante, a partir de atividades culturais que conversam com ele estabelecendo interatividade”, explica Mateus Moscheta.

O livro, claro, será o protagonista da festa literária, mas o número de estandes será menor em relação a edição anterior, mas a área destinada ao evento será bem maior. “As mais expressivas editoras do mercado estarão representadas na festa, aproveitando-se de um layout inovador que prioriza a proximidade com o visitante”, explica o diretor cultural.


A ideia de proporcionar uma experiência interativa ao visitante ampara a adoção de modelo mais inovador e moderno para o evento, criado para aproximar livro e leitor. “Vamos manter e ampliar o caráter literário da festa, mas aproveitá-la para celebrar outras manifestações artísticas que se conectam com a literatura”, afirma Mateus Moscheta. 

Nenhum comentário