Anúncios Google



Últimas Notícias

Saúde inicia aplicação de armadilhas em residências


Dengue em Maringá

Agentes do controle da dengue e equipes do Centro de Zoonozes iniciaram nesta terça, 7, a instalação de armadilhas (ovitrampas) em residências para análise de pontos que contém focos da dengue no município. Na semana passada, os profissionais passaram por treinamento sobre a montagem e monitoramento das armadilhas, e divisão das regiões entre os 4.968 quarteirões. A ação é coordenada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e aplicado pela Secretaria do Estado do Paraná (SESA).

A armadilha (ovitrampa) é feita com um vaso de planta (não furado), onde são inseridos 300 milímetros de água, com uma paleta (pedaço de madeira) que faz a identificação da armadilha. Também é inserido clipe de metal (segura a paleta no vaso) e levedo de cerveja. A armadilha deve ficar no máximo sete dias montada, na sequência os agentes recolhem os vasos para análise do laboratório de entomologia do SESA. Além de Maringá, Paranavaí, Foz do Iguaçu, Londrina e Francisco Beltrão estão fazendo parte da pesquisa. 


Mais informação na Gerência de Zoonoses da Secretaria de Saúde pelo telefone 44-3218-3183.

Nenhum comentário