Anúncios Google



Últimas Notícias

Quando ouvir um Presidente de Câmara falar em economia de recursos públicos, cuidado! Ele pode não estar falando a verdade.

Não se deixe enganar
Não utilizar todo o Orçamento Anual ou o Limite Constitucional está longe de significar "economia" no Poder Legislativo. A Prefeitura, cumprindo a legislação, faz todos os meses o repasse de 1/12 do orçamento anual da Câmara Municipal para a sua manutenção, sendo que 90% desses recursos são utilizados para pagamento dos funcionários e o restante para as despesas de custeio, como água, luz, telefone, combustível e outras. Ao final do exercício, a Câmara é obrigada, por Lei, a devolver para a Prefeitura os recursos existentes em caixa. Economia só ocorre, quando as despesas com pessoal e custeio forem menores do que as do ano anterior ou abaixo da inflação do período. Quando ouvir um Presidente de Câmara falar em economia de recursos públicos, cuidado! Ele pode não estar falando a verdade.
Segue link da Emenda Constitucional nº 25 de 14 de Fevereiro de 2000.
http://www.planalto.gov.br/…/constitu…/emendas/emc/emc25.htm


Nenhum comentário