Últimas Notícias

Prefeitura de Maringá alienará 29 imóveis na Avenida Nildo Ribeiro




A Prefeitura de Maringá abriu edital para comercialização de 29 terrenos na Avenida Arquiteto Nildo Ribeiro da Rocha. A licitação será na modalidade concorrência, valendo a maior oferta de preço entre as propostas classificadas pela comissão. Os lotes variam de 416,86 a 548,50 m² e os valores mínimos de R$ 297.029,42 a R$ 373.896,00. Já os valores caução estão entre R$ 14.147,39 a R$ 18.613,83.

A alienação é destinada a atividades comerciais, mas como são permitidos dois pavimentos, também é assegurada a construção residencial em sobrelojas”, lembra o secretário interino de Inovação e Desenvolvimento Econômico, Miguel Fuentes Sallas.

Os interessados devem protocolar até as 9 horas do dia 11 de fevereiro os envelopes de habilitação e proposta na Diretoria de Licitações (Paço Municipal - Avenida XV de Novembro, 701 – 2º. Andar). Relação de documentos para a habilitação e mais detalhes no edital anexo. Os terrenos, no total, estão avaliados em mais de R$ 9 milhões.

O pagamento poderá ser à vista, em até 20 dias após a assinatura do contrato, com desconto de 10% (dez) por cento; e a prazo, com entrada de 20% por cento do valor proposto e o restante em 24 vezes, com aplicação de correção o IPCA-15.

Os lotes a serem alienados são oriundos de imóveis objeto da ação de desapropriação para as obras de prolongamento da Avenida Nildo Ribeiro. O município já é proprietário de metade dos lotes e já possui a imissão de posse dos restantes.

Os terrenos estão localizados na frente do futuro Parque de Tecnologia da Informação e Comunicação de Maringá. Na área urbana de 120 mil m² há projetos para abertura e pavimentação de ruas para atrair de 50 a 90 empresas das 309 componentes do ecossistema de tecnologias de informação e comunicação de Maringá.

A área a ser alienada também é próxima da Avenida Carlos Borges que é duplicada e recebe obras de drenagem. De uma avenida vicinal, será transformada em uma nova via adequando ao tráfego urbano em uma região marcada pela implantação de empreendimentos habitacionais e comerciais. As obras seguem o cronograma e devem ser entregues até julho.

Nenhum comentário