Anúncios Google



Últimas Notícias

No 16 de fevereiro acontece o City Tour Histórico

City Tour de Floriano e Memorial Kimura. O passeio turístico será gratuito e realizado com ônibus da Secretaria de Cultura de Maringá, com capacidade para 50 pessoas. Data: 16 de fevereiro de 2019(sábado). Local de saída: Teatro Calil Haddad. Endereço: Av. Luiz Teixeira Mendes, 2500 - Zona 05, Maringá - PR. Horário de saída: às 9:00. Finalização prevista: às 13 horas.


Link para inscrições:


Obs.: chegar com 15 minutos e antecedência e usar roupas/calçados confortáveis e levar água.

Ao final do City Tour Histórico será oferecido almoço preparado no Memorial Kimura.
o Almoço tem o custo de R$ 25,00 por pessoa e será opcional (preparado pelos responsáveis do Memorial Kimura).
Aqueles que optarem por não almoçar no local, precisarão aguardar a finalização do mesmo para o retorno à Catedral.

City tour do Distrito de Floriano e Memorial Kimura

Ocupado por pioneiros provenientes de várias partes do Brasil, desde 1938, o Distrito de Floriano é um dos espaços socioeconômicos mais importantes da história de Maringá. Porém, na mesma proporção de sua relevância histórica, o local é desconhecido pela maioria da população maringaense, que nunca visitou o lugar ou só ouviu falar da localidade.

Procurando sanar ou remediar em parte essa questão, a Prefeitura Municipal de Maringá, por meio da Secretaria de Cultura, está organizando o city tour do Distrito de Floriano e Memorial Kimura, uma oportunidade rara de entrar em contato de forma didática e organizada com dois ambientes, um urbano, o outro rural, que se complementam em suas historicidades comuns.

Essa ação dá sequência ao projeto iniciado com o city tour das capelas, realizado nos meses de julho, agosto e setembro de 2018, prosseguindo com o do Cemitério Municipal, em novembro de 2018, mais o mês de fevereiro de 2019, e o do Maringá Velho, em outubro, novembro e dezembro de 2018, e também o mês de janeiro de 2019.

A seguir, relacionamos os pontos escolhidos para comporem o roteiro de visitação e explicação, ministrado pela equipe da Gerência de Patrimônio Histórico.

1. Estrada Bravin

Originalmente batizada de Estrada Floriano, esse trecho da via possui 1 km de extensão. Essa estrada foi aberta no final da década de 1930, quando os primeiros colonos pioneiros começaram a chegar em Floriano. Atualmente, ela faz a ligação entre a PR-317 e a sede urbana do distrito.
2. Cemitério de Floriano

Localizado no início da Estrada Bravin, situa-se em área contígua à Rodovia PR-317. Sua origem remonta aos anos 1940, dispondo de traçado e arruamento regular, bem como homogeneidade no formato dos túmulos. O terreno onde está localizado ficava próximo à primeira capela de Floriano e também do campo de futebol. A área foi doada pelo Sr. Antônio Santiago Gualda.

3. Avenida Antônio Santiago Gualda

Única avenida do Distrito de Floriano, ela concentra os principais estabelecimentos comerciais do vilarejo. Até 1967, a via chamava-se Avenida Ivaí, e a partir dessa data passou a se denominar Antônio Santiago Gualda.

4. Praça Nossa Senhora Aparecida

Doado pelo pioneiro Julio Ribeiro Vilella, na década de 1940, o terreno onde localiza-se a Praça Nossa Senhora Aparecida é o ponto central da sede urbana do Distrito de Floriano. Verdadeira referência espacial na localidade, tem na capela homônima sua principal edificação. O templo remonta ao ano de 1946, e a construção atual foi erigida em 1984.

5. Posto militar, Subprefeitura e campo de futebol

Conjunto de instituições seminais de Floriano, suas estruturas combinam várias épocas históricas. São equipamentos públicos de visitação obrigatória aos interessados na história do povoado.

6. Gruta de Santa Rita de Cássia

Criada em 2002, a gruta representa a fé cristã de inúmeros devotos do distrito e da região. São realizadas diversas peregrinações ao local, onde algumas graças já são atribuídas ao santuário.

Memorial Kimura

Localizado na Gleba Ribeirão Caxias, às margens da Estrada Velha para Campo Mourão, também denominada Estrada Floriano, no Lote 68-B, e ainda na beira do Córrego Patu, está situado o Sítio Kimura, que abriga o Memorial Kimura.

Pertencente à família Kimura, o sítio foi adquirido na década de 1940, quando Floriano era ainda uma vila. Dedicados ao trabalho agrícola, os Kimura construíram uma escola na propriedade, homologada pela Prefeitura de Mandaguari. Entre 1950 e 1955, foi construído o casarão do sítio, obra sólida de alvenaria, que apontava para o projeto de permanência da família na localidade.

Nos anos 2000, começa o trabalho de transformar o potencial histórico, arqueológico, turístico e paisagístico do Sítio Kimura, num memorial que celebrasse acima de tudo, a experiência nipo-brasileira em terras setentrionais do Estado do Paraná.

Há quase 20 anos, o Memorial Kimura vem realizando significativo trabalho de educação patrimonial, oferecendo ao público visitante contato com vestígios arqueológicos, bem como a história regional dos últimos 80 anos.




Nenhum comentário