Últimas Notícias

A obra de recapeamento do Contorno Sul de Maringá está irregular desde o início

Ainda no governo Beto Richa, tentaram a licitação, sem alguns documentos regulares da obra, ou seja, sem topografia e sem projeto.

O valor estava fixado inicialmente em 10 milhões, com possibilidade de correção prevista na licitação, através do reajuste pelo valor atual do petróleo (matéria prima do asfalto). Acontece que o Prefeito fez a empresa reduzir o valor para a margem de 8 milhões. Sem topografia e sem projeto, o tempo passou, no governo Cida Borghetti, quando foi decidido iniciar a obra, o valor foi reajustado da margem de 8 milhões para próximo de 14 milhões. Apos inúmeras reuniões, conseguiram aprovar na marra uma topografia do terreno junto ao DER, mas a demora seguiu até fevereiro de 2018 quando teve a assinatura da autorização, outra vez, houve novos reajuste no petróleo e a empresa pediu a correção, porém o prefeito Ulisses Maia negou, nesse meio tempo, o governo cancelou o envio de pagamentos por falta de projeto.

Diante da possibilidade de paralisação da obra Ulisses Maia, resolveu bater o pé e cancelar contrato com a empreiteira, porém as outras duas empresas que concorreram não chegaram nem a margem de 8 milhões e não vão querem assumir o pepino.

Seria mais sensato e inteligente por parte do prefeito, aceitar o reajuste e evitar um possivel problema.

Nenhum comentário