Últimas Notícias

Márcia Tiburi foge do Brasil no estilo Jean Willys e cita Maringá como um dos motivos da sua saída

Depois de Jean Wyllys, agora é a vez de a filósofa e escritora Marcia Tiburi a deixar o Brasil dizendo que sofre ameaças de morte.

A esquerdista Márcia Tiburi (PT), disse que tomou a decisão depois da organização de um evento em Maringá. 


Vitimismo

O momento em que Márcia decidiu sair do Brasil foi quando o Movimento Brasil Livre (MBL) fez uma página sobre um evento que iria fazer em Maringá, chamando pra uma manifestação. “Queriam até proibir o evento. E foi muita gente lá para me apoiar em reação. Nesse dia estava todo mundo tão assustado que os organizadores providenciaram uma segurança armada, que revistou todas as mochilas e bolsas de todas as pessoas. Como que eu como escritora, vou viver em um lugar onde tem milícias midiáticas, milícias armadas, milícias da maledicência me atacando, e também atacando o conforto e a segurança dos meus leitores?”, pergunta Márcia.

O MBL não realizou manifestação em Maringá
Em comentário em rede social, Eduardo lanza, um dos integrantes do MBL de Maringá relatou; "Jota, não foi feita nenhuma página, só soltamos uma capa na fã page do MBL e um vídeo, Sequer fizemos evento no face." Realmente o MBL não tem muito a ver com essa situação, quem realmente compareceu a feira em grupo, gravou um vídeo de protesto uma semana antes, foi o grupo Patriotas do Brasil de Maringá, o vídeo inclusive teve milhares de visualizações e afirmava ser um completo absurdo a vinda dessa Senhora para a cidade com dinheiro público! Inclusive o repórter Jota Silva registrou a manifestação, que fique esclarecido.


A mal-educada

Marcia Tiburi abandonou um programa ao vivo contra presença de líder do MBL

Marcia abandonou o estúdio de uma rádio de Porto Alegre durante uma entrevista ao vivo. Tiburi se negou a discutir com o líder do MBL Kim Kataguiri.

Derrota

Márcia foi candidata ao Governo do Rio pelo PT porém perdeu feio.

Apoio

Na semana passada, ela recebeu uma carta de apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Marcia Tituri só não contou que o seu marido, juiz, está estudando fora do pais e esse seria o motivo da sua partida.


Em vídeo polêmico, estopim da crise, a esquerdista, Márcia Tiburi, defende bandido e critica Jair Bolsonaro.

Repercussão:


Nenhum comentário