google.com, pub-9260219201570232, DIRECT, f08c47fec0942fa0 Odair Fogueteiro disse que vai fiscalizar as obras do Hospital da Criança de Maringá - Jota Silva Destaques

Últimas Notícias

Odair Fogueteiro disse que vai fiscalizar as obras do Hospital da Criança de Maringá


O vereador Odair Oliveira Lima (Fogueiro) disse na sessão da Câmara Municipal de Maringá que vai fiscalizar as obras Hospital da Criança de Maringá e se for preciso irá a Curitiba.



Odair afirmou que vai cobrar os R$ 54 milhões, que foi reservado pela ex-governadora Cida Borghetti e, está na dotação orçamentária. Segundo ele o governador Ratinho Junior simplesmente, gastou os recursos. O vereador Odair Fogueteiro disse que além de cobrar, pretende fazer um requerimento e se preciso for, irá até Curitiba.

"O Hospital da Criança é uma necessidade de todos! Estamos de olho", disse Odair.

Cadê o dinheiro? 
O secretário estadual de Saúde, Beto Preto, afirmou nesta segunda-feira, 29, durante visita a Maringá, que não existe orçamento nenhum dentro do governo do Estado para dar continuidade na obra do Hospital da criança. “O dinheiro foi gasto em outras rubricas. Nós temos que legalizar tudo para que não haja falhas nesse processo, no orçamento de 2019 não há nada para esse reembolso”, completou o secretário, Beto Preto.

O Paraná tinha os recursos
A assessoria da ex-governadora Cida Borghetti afirma que deixou o Paraná com a melhor situação financeira no país. Cida afirma que confia que haverá continuidade da construção Hospital da Criança de Maringá e que deixou, segundo o atual secretário da Fazenda, R$ 192 milhões em recursos livres.




A obra é uma parceria do Governo do Estado, prefeitura de Maringá, Governo Federal e Organização Mundial da Família (OMF). 

A construção do Hospital da Criança localizado no antigo aeroporto da cidade, foi articulada pelo deputado federal Ricardo Barros, enquanto estava como Ministro da Saúde.

Com investimentos de R$ 153 milhões, os recursos são uma parceria entre o Ministério da Saúde que está destinando R$ 90 milhões, Governo do Paraná com outros R$ 30 milhões e a Organização Mundial da Família que está aplicando R$ 33 milhões no projeto.

A construção da unidade conta também com o apoio do Hospital Pequeno Príncipe, terá 160 leitos e oferecerá 21 especialidades, entre elas oncologia, ortopedia, cardiologia, gastroenterologia e endocrinologia. Contará, também, com um centro de pesquisas em doenças raras.

"A unidade foi projetada para que as crianças não se sintam dentro de um hospital. Ela terá decoração e disposição de equipamentos muito particulares, como em um mundo de fantasia, além de agentes da alegria."

Obras do Hospital da Criança seguem em ritmo acelerado e se não existirem obstáculos, até poderá ser finalizada antes do prazo. 

Nenhum comentário